Usa o transporte coletivo em Teresópolis? Então participe de nossa enquete! É rápido e fácil!

Passagem municipal de Teresópolis mais cara

Desde a última quarta-feira , dia 14 de Janeiro ,
as passagens municipais sofreram reajuste.
A passagem que antes custava R$ 2,95 passa a valer R$ 3,30,
já as distritais que custavam R$ 4,80 ,
foram reajustadas para R$5,30. O aumento foi autorizado pelo órgão regulamentar de transporte da cidade e passou a vigorar 5 dias após publicado no diário oficial.

R 330

R 530

TEREBUS – Para quem não dorme no ponto!

 

POLAROIDE TEREBUS – 81

Ônibus da Viação Águia Branca fazendo a linha Teresópolis x São Paulo , que é operada pela Viação Salutaris.
Visto na noite desta sexta-feira na rodoviária de Teresópolis, um Marcopolo Paradiso G6 1200 da Águia Branca operando horário extra que saiu às 22:10h para São Paulo.

2268014003

TEREBUS 2015 – Para quem não dorme no ponto!

AUMENTO DAS PASSAGENS DOS ÔNIBUS INTERMUNICIPAIS

Começam a vigorar a partir deste sábado, as novas tarifas dos ônibus intermunicipais do estado do Rio. O aumento foi de 12,46%  e, com isso a passagem mais baixa que antes custava R$ 2,80 passará a valer R$ 3,15.  O valor do Bilhete Único também foi reajustando passando de R$ 5,25  para R$5,90. Entretanto, o novo valor do Bilhete Único entrará em vigor a partir do  1º de fevereiro deste ano . O reajuste foi aprovado pelo Detro.

Aqui você confere o reajuste no valor das passagens:

http://www.detro.rj.gov.br/arquivos/tarifas_transportes_intermunicipal_dez_2014.pdf

TEREBUS 2015 – Para quem não dorme no ponto!

Moradores do Soberbo esperam ônibus sob chuva e sol

O verão está chegando. E com ele, muito sol e muita chuva, nuances típicas da estação. Só que para a população do Soberbo, em Teresópolis, esses fatores climáticos serão um problema a mais na hora de sair de casa. O motivo: há praticamente um mês, o abrigo de um ponto de ônibus (que serve a maior parte da população do bairro) caiu. A queda do mesmo, que há anos não sofria intervenções de manutenção, levou alguém (que não sabemos ainda ter sido PMT ou CRT – que administra a Avenida Rotariana) a retirar o entulho do que era o telhado do ponto, e com os restos, o banco que ali existia.

O que sobrou foi um esqueleto, inútil, pois não oferece o abrigo às pessoas que passaram a aguardar condução no tempo. Nesses dias de sol e chuva ainda mais intensos (e lembramos que o bairro é famoso por suas mudanças climáticas bruscas, por estar encrustado à Serra dos Órgãos, sendo o primeiro bairro de Teresópolis para os que chegam à cidade desde a região metropolitana) a ausência do abrigo é algo que a população do bairro não merece. Mas assim está o ponto, há quase um mês.

P20-12-14_16.59

P20-12-14_16.54

ABRIGOS OBSOLETOS

A situação traz, ainda, um recorrente  questionamento de nosso grupo: o porquê de ainda se investir em abrigos obsoletos de alvenaria. Gastam mais dinheiro, mais mão de obra, demandam mais manutenção e quando não cuidados, ainda colocam pessoas em risco. Defendemos que o município adote os abrigos padronizados, similares aos já utilizados por diversos municípios, como Rio de Janeiro e os vizinhos Petrópolis e Nova Friburgo, mais modernos e de fácil instalação (requerem somente que sejam parafusados ao solo). Os mesmos poderiam ser terceirizados, nos moldes das placas luminosas indicativas de ruas e bairros, com tal empresa explorando comercialmente o espaço para banners publicitários, o que geraria receita a ser repassada em percentual definido em contrato à divisão responsável pelo transporte público em nosso município. Fica a sugestão a quem possa deliberar algo nesse sentido.

A população do Soberbo aguarda que alguém faça algo, seja a PMT, seja a CRT: o fato é que o povo do bairro não pode e não merece ficar sujeito a tamanho descaso.

O TEREBUS está de olho. Novidades, ou não, serão publicadas aqui, em breve.