E DISCUTIRAM A MOBILIDADE. HORA DE PROSSEGUIR.

Scan_Pic0001Imagem – Matéria publicada em 21/02/2013, pelo Jornal O Diário de Teresópolis.

–>> VEJA O VÍDEO (Badarts)

E, finalmente, após um período de quase 30 meses, foi divulgado o resultado de pesquisa realizada sobre o transporte público, pela COPPE, em nossa cidade.

Os dados trazidos já eram de se esperar, ao menos para quem utiliza os serviços e observa o sistema com o olhar ampliado, de forma macro.

O próprio grupo TEREBUS trouxe o tema em um texto sobre mobilidade urbana produzido e publicado em nosso site (https://tere-bus.com/mais/artigos/a-hora-da-mobilidade-esta-chegando-mobilize-se/) e outro sobre ideias para um trânsito melhor em Teresópolis (https://tere-bus.com/mais/artigos/ideias-para-um-transito-melhor-em-teresopolis/), os quais os convidamos a ler e debater.

Com isso, ficamos felizes com que algo tenha sido feito. No entanto, é só a ponta do iceberg, que precisa ser descortinado e debatido entre a sociedade e com a participação dos empresários do setor e do poder concedente. Sem isso, não chegaremos a lugar nenhum. Aliás, talvez cheguemos. Atrasados, pagando caro para o nosso bolso e custeando gratuidades que precisam ser revistas.

Reforço aqui, o que debatemos recentemente em um grupo de Teresópolis, no Facebook. O poder concedente é o poder fiscalizador. Ele precisa ser atuante. Não digo, mais atuante. Ele precisa começar a atuar. E a população estará ao lado dele.

As discussões no segmento são muito amplas, como por exemplo além do debatido ontem na apresentação dos dados, as questões referentes à separatista tarifa de R$ 5,00 para o interior do município, que precisa ser repensada, integrando tarifa única em todo o território teresopolitano e a forma com que a Viação Teresópolis e Turismo tem lidado com as linhas e horários para os distritos.

O TEREBUS está aí, para ouvir, reclamar e debater.

Somos usuários e somos pelo usuário.

2 Respostas para “E DISCUTIRAM A MOBILIDADE. HORA DE PROSSEGUIR.

  1. Concordo com você Duardinho. É de grande importâcia a participação da sociedade para se discutir a mobilidade urbana pois é uma discussão muito ampla que envolve várias escalas (municipal, estadual e federal). No entanto, é preciso que o transporte coletivo seja priorizado e não se privilegiar o transporte individual pois boa parte das despesas de transporte coletivo vem do privilégio do transporte individual e o próprio governo não incentivar isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s