SPOTTING & SPOTTER – o que é, quem são…

Nossa foto do ano de 2017, de autoria de Fernando Luiz (@fernandoluiz1971), tirada no caminho para a área de apoio do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, reúne três atividades de hobby em uma só, fotografia, avião e ônibus, este o maior mote do TEREBUS.

E assim, vê-se despertada a curiosidade sobre a atividade de fotografar avião e conversar sobre aviação.

Embora tratado como passatempo para homens, o que vemos é a participação também de mulheres na prática de observar as aeronaves e fotografá-las. O hobby é popular em todo o mundo, porém, como a atividade dos busólogos, ainda gera muita desconfiança e preconceito, infelizmente.

O spotting, ou aerospotting, no entanto, não é só fotografia, atividade ampliada pela popularização das câmeras digitais e DSLR de entrada. A atividade também objetiva conhecer as informações acerca das máquinas, sua história, seu fabricante, motores, rotas, aeroportos, características técnicas, modelo, pintura, a matrícula, o número de série, filmes, séries, históricos sobre tragédias da aviação etc.

Aquele que pratica tal hobby é chamado de Spotter ou Aerospotter, e conseguem transmitir seu estilo de observação através das imagens, utilizando-se as redes sociais e sites especializados em fotografia de aviação para divulgar seus “flagras”, suas “raridades”.

Alguns aeroportos pelo mundo tem espaço próprio para a observação do movimento do pátio e dos procedimentos de pouso e decolagem.

No Brasil, temos em Recife, Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre, ótimos pontos para a atividade de Spotting, sendo que em Guarulhos, no Aeroporto de Cumbica, o aeroporto mais movimentado do país, há como principais pontos de spotting um “morrinho” localizado em uma área carente adjacente ao aeródromo (não se recomenda a ida sozinho ao local) e o terraço do Hotel Matiz, próximo à cabeceira 09 da pista. Hoje, o hotel abre seu terraço apenas para seus hóspedes.

No Rio de Janeiro, o Aeroporto Internacional disponibiliza apenas a vidraça do espaço em que ficam as agências bancárias, no terminal 1, havendo, no entanto, outros points externos de observação como por exemplo a área de apoio e o “morrinho de Tubiacanga”, além da ponte que liga a Linha Vermelha à Ilha do Governador, quando as operações estão pela pista 33.

Hoje em dia, lamentavelmente, devido a atitudes irresponsáveis de algumas pessoas que, indevidamente, autodenominam-se apaixonadas por aviação, não temos mais o espetacular espaço de entrada da Escola Naval, ao lado do Aeroporto Santos Dumont.

Nada muito diferente de nosso mundo do hobby sobre chassis amigos.

Em nosso Flickr temos várias fotos de Spotting, estando entre nossos representantes, os Terebus, Fernando Luiz, Duardinho 058, Pedro Tricano e o mais antigo de todos no hobby e na paixão por aviação, Yannick Monteiro.

Segue o link para o Grupo do Galeão no Facebook e, ainda, de nossa página de Spotting no Flickr.

PR-OBJ

Foto – Autoria Fernando Luiz, dez. 2017.

Área de Apoio do Galeão – Acesso livre

(não pisem no gramado, permaneçam na rua de acesso).

Aeronave – Airbus 320-251N (320 Neo). Empresa – Avianca Brasil –
Rota – Salvador (SSA) – Rio (GIG)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s